(Vídeo) Missão para salvar falcão junta três instituições

Missão para salvar falcão junta três instituições

Parque Biológico de Gaia, GNR e Câmara Municipal de Santa Maria da Feira trabalharam em conjunto para salvar ave de rapina

À primeira vista tudo parece simples. Um animal selvagem, falcão-tagarote, ficou ferido ao embater na vidraça de uma fábrica. Foi encontrado pela GNR e levado para o centro de recuperação do parque Biológico de Gaia que tem como objetivo principal a receção de animais selvagens debilitados, recuperação e devolução ao meio natural — uma história com final feliz que contou com a ajuda da Câmara da Feira para garantir a coordenação entre instituições. 

Na devolução do falcão-tagarote ao seu habitat estiveram presentes, para além dos técnicos, algumas crianças e curiosos que não tiravam os olhos da ave. Enquanto o técnico do Parque Biológico de Gaia explicava às crianças as características desta espécie, o Sargento Paulo Silva de sorriso rasgado — visivelmente satisfeito pelo desenlace feliz deste salvamento — lembrou que a GNR através do NPA e do SEPNA oferece aos cidadãos uma voz ativa na participação no salvamento e recuperação de animais feridos.

Numa época em que somos mais eco-conscientes é de salutar as três instituições que ao trabalharem em conjunto conseguiram salvar um animal de 30 cm. Marina Rodrigues, chefe da divisão ambiental da Câmara da Feira, sublinhou e bem que o nosso futuro “passa pela maior, ou menor importância que dermos à natureza”. 

Aproveitamos para lhe deixar o contacto do SOS Ambiente – 808 200 520 e não se esqueça de visitar o Parque Biológico de Gaia, informe-se AQUI. 

 

FALCÃO TAGAROTE

 

Identificação

Pequeno falcão, de tons escuros, cauda longa e asas longas e muito pontiagudas. As partes superiores das asas e do dorso são cor de ardósia, ao passo que as partes inferiores são claras. O peito é riscado e no ventre tem uma mancha avermelhada que apenas é visível a pequena distância. A face é branca apresentando um bigode preto, que faz lembrar o padrão do falcão-peregrino.

Abundância e calendário

A ógea é uma ave estival em Portugal, que pode ser vista desde finais de Abril até Setembro ou Outubro. Distribui-se de norte a sul do país, mas de uma forma geral é uma espécie pouco comum, que ocorre em densidades baixas. Frequenta meios florestais, o que dificulta a sua detecção e acentua a impressão de escassez.

CLIQUE NO SINO VERMELHO 

SUBSCREVA GRATUITAMENTE ÀS NOTIFICAÇÕES DO DIÁRIO DA FEIRA

Ajude-nos a entregar um jornalismo regional atrevido e sem tabus.

Somos um jornal diário e gratuito para continuarmos o nosso trabalho, precisamos dos seus cliques e da sua subscrição. 

CLIQUE NO SINO VERMELHO, CONFIRME A SUA SUBSCRIÇÃO

Notícias Relacionadas