Viagem Medieval rigorosa nas preocupações ambientais

Viagem Medieval rigorosa nas preocupações ambientais

Há mais de uma década que não é permitido o uso de copos de plástico no recinto

• Os comerciantes “colaboram de forma muito positiva e nota-se que estão muito sensibilizados para a iniciativa”, Cláudia Vieira, Suldouro

Texto: Tânia Silva | Fotos: Ventura

Os eventos são um veículo poderoso para comunicar o tema da sustentabilidade e a edição 2019 da Viagem Medieval não foi exceção. As preocupações ambientais do Município foram “transportadas” para o recinto e com elas criadas condições que apelam à reciclagem – nos primeiros oito dias, os litros de água disponibilizados pelos fontanários evitaram o consumo de cerca de 23 mil garrafas de plástico.

A preocupação ambiental começa nos dias anteriores à Viagem Medieval, altura em que é dinamizada uma ação de sensibilização junto das associações e comerciantes para assegurar que as tabernas e restaurantes, ressalvando a importância da separação e reciclagem dos resíduos produzidos. 

Nos doze dias da Viagem, diariamente, a Suldouro, (clique aqui para conhecer melhor) empresa responsável pelo tratamento e valorização dos resíduos urbanos do concelho, distribui sacos azuis, amarelos e contentores para o vidro junto do comércio do recinto, procedendo à respetiva recolha de dois em dois dias. E, este é já o quarto ano consecutivo que a Suldouro, marca presença assídua nos 12 dias da Viagem Medieval e o registo apresenta uma evolução bastante positiva na separação dos diferentes resíduos produzidos.

 

 Cláudia Valente, que integra uma das equipas da Suldouro no terreno, dá os parabéns aos comerciantes e taberneiros da Viagem, porque “colaboram todos de uma forma muito positiva e nota-se que estão muito sensibilizados para a iniciativa”.

Nesta edição, a separação dos resíduos chegou também ao público e a organização colocou à disposição estruturas de madeira, em vários locais do recinto, com contentores para resíduos recicláveis e indiferenciados, tornando a Viagem num evento que procura minimizar ao máximo o seu impacto ambiental. Afinal, há mais de uma década que não é permitido o uso de copos de plástico no seu recinto. 

Fontanários evitam 23 mil garrafas de plástico

 

 

Em oito dias de Viagem Medieval, “os litros de água disponibilizados pela Indaqua, em parceira com o Município, evitaram o consumo estimado de cerca de 23.000 garrafas de plástico, contribuindo muito significativamente para diminuir a pegada ecológica do evento”

CLIQUE NO SINO VERMELHO 

SUBSCREVA GRATUITAMENTE ÀS NOTIFICAÇÕES DO DIÁRIO DA FEIRA

Ajude-nos a entregar um jornalismo regional atrevido e sem tabus.

Somos um jornal diário e gratuito para continuarmos o nosso trabalho, precisamos dos seus cliques e da sua subscrição. 

CLIQUE NO SINO VERMELHO, CONFIRME A SUA SUBSCRIÇÃO

Notícias Relacionadas

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.