Crónica: União da Mata – Unidos pela amizade

Crónica: Um novo rumo…

À direita uma sala de estar onde o preto e o vermelho se entrelaçam dando vida ao espaço de convívio, à esquerda um balcão onde se servem doses de amizade. Sobre o varandim alinham orgulhosamente todas as camisolas da história do clube. A escadaria acentuada, sobre os olhos de João Paulo II (Poster afixado) guia-nos a uma sala ampla onde desfilam ordenadamente todos os troféus desta Associação.

Esta é a atual sede do União da Mata, espaço este que estaria longe dos pensamentos de Manuel Rodrigues, António Mendes e António Pinto da Silva quando há 26 anos atrás sob o lema “unidos pela amizade” deram vida ao União da Mata. Precisamente a 1 de abril no lugar da Mata em Santa Maria de Lamas.

O que poderia para uns ser uma verdadeira mentira de 1 de abril, para outros foi de facto um sonho tornado realidade. O verdadeiro intuito dos fundadores era unir amigos e respetivas famílias em torno do futebol. Inicialmente disputaram-se torneios locais em Paços de Brandão e Sermonde (V.N. Gaia) mas a vontade de competir mais a sério conduziu o União da Mata ao campeonato de futebol do Inatel e em 2015 ao Campeonato de Futebol Popular de Ovar.

Viveram-se momentos fantásticos e jamais apagáveis da memória dos intervenientes. No entanto em 2013 a Associação atravessava um período menos bom e eis que um atleta se “chega à frente” e assume a presidência do clube. Eduardo Silva estava determinado a não deixar o grupo desmembrar-se. Adotou uma estratégia diferente de gestão e direcionou a coletividade para a comunidade. Começou assim a pôr em prática os valores da Associação servindo as pessoas e aliando-se a causas. A caminhada Jacinto Nogueira seria o pontapé de saída cujas receitas reverteram integralmente para o IPO Porto. Em 2015 a Associação estabelece um protocolo com IPO Porto e passa a integrar uma lista restrita de associações com protocolo de cooperação com o IPO Porto. Fazendo jus ao seu compromisso, nesse mesmo ano a Associação entrega ao IPO Porto uma carrinha para apoio domiciliário a doentes oncológicos.

Em 2016, Eduardo entrega a pasta a Miguel Tavares que assume a presidência do clube.

Miguel Tavares queria mais envolvimento com a comunidade e o União da Mata para além de já participar nas tasquinhas de Santa Maria de Lamas passou a participar na festa de Santa Maria, transportando um andor com a figura de João Paulo II. Aos poucos o União da Mata tornou-se numa das associações mais dinâmicas da freguesia.

Em paralelo com as vitórias altruístas, as vitórias dentro de campo são também uma constante desta coletividade. Na presente época fez história com primeira participação na Taça de Aveiro chegando à segunda eliminatória. Sagrou-se tricampeã da Liga de Ovar e carimbou a acesso à final da Taça Cidade de Esmoriz.

A juntar a estas conquistas há ainda duas Supertaças e uma taça da Liga de Ovar.

No entanto o União da Mata não é só futebol. Teatro e atletismo serão as duas grandes apostas da Associação para um futuro próximo.

Aos três pais da Associação, ao Eduardo e ao Miguel, o lema “unidos pela amizade”, nunca fez tanto sentido como hoje no seio desta coletividade. Uma história de sucesso onde o querer e a amizade alimentados a paixão culminaram no que hoje é um orgulho para S.M. de Lamas – a associação União da Mata Futebol Clube.

Natural de Santa Maria de Lamas, Licenciado e Mestre em Psicologia Social e das Organizações pela Univ. Lusófona de Lisboa. Gestor, escritor, formador e desportista. Apaixonado pela sua terra e com orgulho na sua identidade é voz ativa na comunidade local.

Manuel Pinto
Gestor