“Nesta zona os desaparecimentos são raros” – porta-voz da polícia do cantão de Friburgo​

“Nesta zona os desaparecimentos são raros” – porta-voz da polícia do cantão de Friburgo

O mistério adensa-se à medida que o tempo passa – até agora não há sinais do emigrante de Santa Maria da Feira

Contactada pelo Diário da Feira a polícia do Cantão de Friburgo, assegurou que tudo estava a fazer para encontrar o emigrante português – Paulo Pinho Oliveira, está desaparecido desde 29 de julho, é casado, pai de duas crianças e mora em Châtel-Saint-Denis há dez anos. 

29 de julho, 17h23

 

A última imagem de Paulo Pinho Oliveira ficou registada na câmara de vigilância de um restaurante em Paccots. Depois veio o silêncio. 

A família comunicou o desaparecimento quando sentiu que a ausência prolongada de Paulo era uma situação anormal, revelou Bernard Vonlanthen, porta-voz da polícia do cantão de Friburgo ao Diário da Feira, acrescentando que “de momento não há mais pistas, mas tudo está a ser verificado minuciosamente”. 

O vazio desconcertante 

Helicópteros da Heliswiss também participaram nas buscas

Para a polícia de Friburgo o local de desaparecimento levanta muitas perguntas, porque “nesta zona o desaparecimento de pessoas é raro”, afirma Bernard Vonlanthen ao Diário da Feira ao relatar um percurso de 17km, com uma altitude máxima de 1587m e mínima de 986m muito popular entre os amantes de trilhos e montanhismo, mas que é também o menor dos três trajetos disponíveis e, por isso, atrai imensos fãs da modalidade. “Ainda estamos à procura de testemunhas – é uma área muito popular, estava ensolarado. Outros atletas, deixados naquela mesma segunda-feira, 29 de julho, podem tê-lo visto. Se este é o caso, falem connosco porque tudo o que sabemos é que ele foi sozinho numa caminhada, mas sabemos queé um atleta experiente e que estava habituado ao percurso”, declarou o porta-voz da polícia local, desta vez, ao “Le Matin”.

Família teme os piores cenários

 
Um dos meus irmãos que está lá diz que (a zona) não tem nada de mais e nada que represente um perigo para ele desaparecer assim” confirmou ao Diário da Feira fonte familiar que também conhece a área: “quando lá estive reparei que não tem nada a ver com a nossa vegetação, em Portugal, é tudo limpo, com pessoas e camponeses a caminhar em várias direções”, explicou.
A família desespera pela falta de notícias e os piores cenários começam agora a fazer parte dos receios “até penso que ele poderá ter sido raptado”.

Rio Veveyse foi dragado no domingo

 
Foto Redog

“Temos muitas forças designadas para as buscas, com várias parcerias: o exército, bombeiros, Rega, Redog, coluna de corro, Heliswiss, trailers, Swisstopo, GPS-Satellites entre outros apoios”, com os voluntários ascende a “mais de 130 pessoas por dia” sublinhou Bernard ao explicar que três vezes por dia é feito o ponto de situação e daí são adaptadas as buscas.

A polícia de Friburgo explica que novos voluntários são sempre bem vindos, “guiados por especialistas em áreas bem definidas”, porque há muito onde procurar. “É uma área enorme foram definidos 20km2 e já foram revistos 3000km entre os pré Alpes de Friburgo e Vaud, mas até agora não há sinal de Paulo ou de qualquer pista” e o periódico suíço, “Le Matin” noticiou que o rio Veveyse foi dragado no domingo passado”. Para ler o artigo do “Le Matin” na íntegra, clique aqui.

Paccots, Friburgo

 
Foto: Les Paccots
Situa-se na parte sudoeste do cantão de Friburgo, a leste de Châtel-Saint-Denis, a uma altura de 1.061 metros acima do nível do mar. Pertence ao município de Châtel-Saint-Denis, está situado no vale de La Veveyse de Châtel e é cercada por montanhas das quais as mais altas são a Dent de Lys (2.014 m), Teysachaux (1.909 m), a Niremont (1.514 m) e Corbetta (1.401 m).
 

CLIQUE NO SINO VERMELHO 

SUBSCREVA GRATUITAMENTE ÀS NOTIFICAÇÕES DO DIÁRIO DA FEIRA

Ajude-nos a entregar um jornalismo regional atrevido e sem tabus.

Somos um jornal diário e gratuito para continuarmos o nosso trabalho, precisamos dos seus cliques e da sua subscrição. 

CLIQUE NO SINO VERMELHO, CONFIRME A SUA SUBSCRIÇÃO