Três horas brutais a pedalar, uma manhã para não esquecer

Três horas brutais a pedalar, uma manhã para não esquecer

Prova de Resistência, organizada pela BTT Brandoense teve lugar na Quinta do Engenho Novo

• José Amorim, Presidente do BTT Brandoense fala de um amor pela modalidade

Uma prova de três horas, com uma média de 12 voltas por ciclista e 5 km por volta, foi o desafio lançado pelo BTT Brandoense para a Prova de Resistência que decorreu este domingo na Quinta do Engenho Novo, em Paços de Brandão.

Ao entrarmos na Quinta do Engenho Novo há qualquer coisa que nos faz desligar de tudo e pensar que, de facto, este é o local perfeito para a comunhão entre o desporto e a natureza. Se juntarmos a esta equação a boa disposição da equipa BTT Brandoense, facilmente percebemos por que razão o número de inscritos para esta prova tem crescido a cada edição. 

 

• Um cenário fantástico para esta prova | Foto: Ventura

Os 140 participantes chegaram de várias localidades de Portugal para superarem a paisagem da quinta: subidas duras, descidas vertiginosas que “desaguavam” nas inconfundíveis ruínas da antiga fábrica de papel de Paços de Brandão. 

Entre os atletas destacamos os da equipa da casa. Foram quatro os corajosos que abraçaram este desafio de resistência –  Américo Guerra, Joaquim Sousa, Manuel Ferreira e Bruno Pinho. 

A prova terminou pelas 12h00, seguindo-se a cerimónia de entrega de prémios. Guilherme Fonseca conquistou o primeiro lugar, Daniel Bastos, o segundo lugar,  e João Cruz, o terceiro. Veja os resultados da prova AQUI.

 O melhor veio logo a seguir com um almoço-lanche bem ao jeito da equipa da casa.