S. J. de Ver não tem praia, mas ontem tinha um mar de gente

S. J. de Ver não tem praia, mas ontem tinha um mar de gente

• Só ontem contaram-se uns grossos milhares de pessoas em S. João de Ver

Um sucesso.

Não há outra forma de descrever as festas S. Joaninas. Milhares de pessoas, do concelho e fora, confluíram a S. João de Ver para assistir à “descida mais louca da malápia” e à noite para ver as marchas e “matar o bicho” nas tasquinhas.

Durante a tarde era ver sorrisos, gargalhadas e suspiros de admiração a acompanhar a prova mais dura do campeonato malapeiro: “A descida mais louca da Malápia”. Crianças e adultos ficaram todos fascinados com a originalidade, a brincadeira e o sentido de humor, 100% malapeiro que cada carro tinha. 

As marchas tiveram a participação de diversos grupos que representavam os vários lugares, a história e cultura do povo desta terra – na zona reservada à demonstração das marchas, não cabia mais uma agulha. Foram milhares (e milhares) de pessoas.

As festas S. Joaninas são uma prova que as associações podem e devem trabalhar em conjunto – a união faz, de facto a força – e a  prova está no número de pessoas que S. João de Ver já recebeu estes dias.

CLIQUE NO SINO VERMELHO 

SUBSCREVA GRATUITAMENTE ÀS NOTIFICAÇÕES DO DIÁRIO DA FEIRA

Ajude-nos a entregar um jornalismo regional atrevido e sem tabus.

Somos um jornal diário e gratuito para continuarmos o nosso trabalho, precisamos dos seus cliques e da sua subscrição. 

CLIQUE NO SINO VERMELHO, CONFIRME A SUA SUBSCRIÇÃO

Notícias Relacionadas