Cristina Tenreiro: “o menino está pronto, faltam as associações e as pessoas”

Cristina Tenreiro: “o menino está pronto, faltam as associações e as pessoas”

Pavilhão Municipal de Mozelos inaugurado sábado, 12 de outubro

▌Pavilhão municipal de mozelos abriu portas este sábado

Depois do lançamento da primeira pedra a 21 de março de 2015, o Pavilhão Municipal de Mozelos foi inaugurado sábado, 12 de outubro — uma obra há muito esperada pela população e pelo município que mereceu a presença do presidente da câmara e de alguns notáveis da freguesia e do município.
 
Os discursos de inauguração sublinharam de modo geral a opinião partilhada pela população: a novela que envolveu a construção do pavilhão teve um final feliz — Mozelos ganhou um pavilhão desportivo com excelentes condições para a prática desportiva, cultural e social, numa intervenção que traz à freguesia uma nova zona urbana com uma série de valências.

▌Jaime Sousa, presidente do F.C. Mozelos acredita que a "espera valeu a pena"

A primeira coletividade a usufruir do espaço foi o FC Mozelos. Jaime Sousa, presidente do clube, fala de um polidesportivo “fora de série”, onde a espera “valeu a pena” e trouxe ao clube uma mudança de 180º graus — “o ano passado queríamos assistência, mas a assistência não aparecia. Este ano na apresentação dos juniores tivemos o pavilhão praticamente cheio; há 15 dias, no jogo com o Lourosa, tivemos casa cheia e todos os dias temos pais a perguntar como funciona e como vamos trabalhar”, o que dá ao clube a certeza de poder ampliar os seus escalões de formação.  

▌Emídio Sousa: "já se nota alegria nas pessoas e na juventude de Mozelos”
Emídio Sousa, presidente da câmara, elogiou os intervenientes da obra e destacou o trabalho de uma equipa técnica e de autarcas que nos últimos anos superou adversidades para cumprir uma promessa — dotar Mozelos com uma infraestrutura desportiva e cultural capaz de dar resposta às necessidades de uma das maiores freguesias do concelho.  
 
“Sem dúvida que é uma conquista, estamos a falar de uma das maiores freguesias do concelho da Feira e com maior crescimento populacional que não tinha praticamente nada em infraestruturas desportivas. Há seis anos, uma das minhas promessas foi construir dois pavilhões: um em S. João de Ver, outro em Mozelos. Em S. João de Ver a obra correu melhor — aqui, o sítio e o terreno criaram uma série de atrasos, mas hoje temos um magnífico equipamento desportivo e já se nota alegria nas pessoas e na juventude de Mozelos”, diz Emídio Sousa ao lembrar que: 

 o investimento criou um “espaço muito interessante para a freguesia”, transformando “uma zona de campos e de pouco movimento”, numa “avenida bem arranjada, com um pavilhão e um grande centro escolar”. 

O presidente espera, agora, que a “população de Mozelos descubra o sítio magnífico que aqui tem”, sendo esse o desfecho perfeito para um trabalho que se fez árduo, mas que o “faz sentir feliz — com muito trabalho e ultrapassando muito dificuldades, consegui cumprir com o que prometi”. 

Para José Carlos Silva, presidente da junta de Mozelos, sábado foi “um dia de muitas emoções, por todos os anos que ansiamos pela obra”. No discurso de abertura, o presidente explicou alguns dos problemas com que se debateu, mas lembrou que “o passado serve para aprendermos e o mais importante, agora, é o futuro”. 
▌À direita, José Carlos Silva convida "todas as pessoas a visitarem o espaço"
José Carlos Silva frisou ainda que o objetivo da estrutura transcende a vertente desportiva:

“o pavilhão tem dois espaços interessantíssimos, tem uma zona de jogos e um espaço multiusos de 250m 2 para outras atividades”

Algumas já estão a funcionar, como é o caso da dança e dos pilates; o presidente desafia as associações mozelenses “a serem diferentes” e convida “todas as pessoas a visitarem o espaço — um local de encontro que, no futuro, será um ponto de passagem para os mozelenses e também para as associações vizinhas porque vamos receber todos muito bem”, garante.

▌Cristina Tenreiro com Amadeu Albergaria

Cristina Tenreiro, vice-presidente e vereadora do desporto, que acompanhou a obra de perto com o vereador Topa Gomes, recorda que em algumas situações o processo foi “doloroso” e alguns destes percalços foram “obstáculos complexos” que chegaram depois do lançamento da primeira pedra. 

20 anos à espera de uma infraestrutura desportiva criaram “muitas expetativas na freguesia” e os atrasos “suscitaram muitas dúvidas dentro da comunidade que ficou desacreditada”, mas “o tempo tudo cura” e Cristina Tenreiro é a primeira a dizê-lo ao recordar que “a fase final foi bem mais saborosa”;  

“Já temos o menino nas mãos resta agora apetrechá-lo e preencho-lo com aquilo que é mais importante, as nossas associações e as nossas pessoas”.

▌Bancada cheia para testemunhar a inauguração oficial do Pavilhão de Mozelos
A cerimónia contou com a presença de Emídio Sousa, presidente da Câmara da Feira, José Carlos Silva, presidente da junta de freguesia, Cristina Tenreiro, vice-presidente e vereadora do desporto, Topa Gomes, vereador das Obras Municipais, e Amadeu Albergaria, presidente da Assembleia Municipal; entre muitos outros autarcas, ex-autarcas e mozelenses. 

// Clique nos ícones para nos visitar nas redes sociais /

CLIQUE NO SINO VERMELHO EM BAIXO DO LADO DIREITO

SUBSCREVA GRATUITAMENTE

DIGA SIM ÀS NOTIFICAÇÕES DO DIÁRIO DA FEIRA,

E RECEBA AS NOTÍCIAS DE SANTA MARIA DA FEIRA, NA HORA, EM QUALQUER LUGAR

Diário da Feira sempre presente em Argoncilhe, Arrifana, Caldas de São Jorge e Pigeiros, Canedo, Vale, Vila Maior, Escapães, Fiães,  Fornos, Lourosa, Lobão, Gião, Louredo, Guisande Milheirós de Poiares, Mozelos, Nogueira da Regedoura, Paços de Brandão, Rio Meão, Romariz, Sanguedo, Santa Maria da Feira, Travanca, Sanfins, Espargo, Santa Maria de Lamas, São João de Ver, São Miguel do Souto, Mosteirô, São Paio de Oleiros

Notícias Relacionadas