Lourosa: Fomos ver a Born to Fight League e ficámos K.O.

Lourosa: Fomos ver a Born to Fight League e ficámos K.O.

Dizer que foi um sucesso não é suficiente: queremos mais

▌Organização e atletas numa noite a não esquecer | Foto: Ventura Santos

Sábado à noite, Lourosa recebeu o torneio Born to Fight League – dez combates de kick light, low Kick, K1 e Muay Thai e o resultado foi um sucesso estrondoso.
 
Saímos do pavilhão gimnodesportivo de Lourosa à 1h30 da manhã de 1 de dezembro em estado de choque —  as opiniões eram unânimes quanto à qualidade do espetáculo: Lourosa recebeu um dos melhores eventos de sempre de artes marciais em Portugal; Henrique Neves e Sandra Rocha da Born to Fight Academy (BFA) conseguiram o milagre de fazer sentir aos espetadores e atletas que estávamos no Madison Square Garden, de Nova Iorque.
 

“Let’s get ready to rumble!”

 
A qualidade do espetáculo veio com o primeiro combate e a plateia foi surpreendida pelo fogo projetado que acompanhou a entrada do primeiro atleta — a perfeição do momento levou as cerca de 500 pessoas que enchiam o pavilhão de Lourosa ao rubro; ouviram-se gritos, palmas e uma ovação em pé. Alexandre Oliveira, da Team BFA, acabaria por confessar que “quando estava no meio das chamas senti-me o Buakaw“, (clique no nome para descobrir quem é).
 

“Fight!”

 
A reação positiva do público teve um efeito fantástico nos atletas: todos entraram com vontade de ganhar – os combates foram intensos e equilibrados, mas o nervosismo era, no entanto, mais patente nos atletas da BFA. Como frisou Henrique Neves “foi a primeira vez que muitos deles entraram num ringue a sério” e até a nossa campeã nacional Magda Gomes “nunca tinha combatido em ringue”. 
 
Magda Gomes acabaria por fazer um dos mais intensos combates da noite, com a experiente Liane Moura da ACR Fervença — depois de um primeiro round difícil, a atleta do concelho da Feira adaptou o seu estilo à adversária, conseguindo arrancar uma merecida vitória. 
 

A toalha

 
Outro dos momentos da noite, veio no combate em que Miguel Alves, da BFA, defrontou Fábio Ferreira, do Boavista. Os atletas entraram bem, mas a meio do primeiro round Miguel Alves deu uma de “Super Saiyan”, e com um combate massivo dominou até ao terceiro round; altura em que o treinador boavisteiro se viu obrigado a atirar, e bem, a toalha — o gesto fez o público explodir e enquanto a toalha esvoaçava Miguel Alves e a Team BFA viveram um momento de grande euforia.  
 

Round-Boy e Girls

 
Entre a virilidade dos rounds, chegavam as round girls, aqui representadas por Carolina Lopes e Mara Pinheiro. Nota positiva para BFA que uma vez mais levou o espetáculo a outro patamar e deixou um rebuçado para as senhoras: um round boy, de nome Vítor Silva lembrou que nas artes marciais nem nos intervalos há espaço para sexismo.  
 

Queremos MAIS!

 
Quando tudo acabou, ficou um sentimento de luto porque queríamos mais: a organização estava radiante e Henrique Neves frisou que “quando começamos, estávamos com medo, queríamos que tudo saísse perfeito”, por isso foi “um ‘stress’ até ao último minuto possível”. Henrique Neves realça a colaboração da Junta de Freguesia de Lourosa, e sem “a sua ajuda”, o evento não seria possível.
 
Outra figura incontornável da noite foi Gil Oliveira que vibrou e fez vibrar os adeptos  — a sua paixão pela modalidade era evidente e foi contagiante, por isso tive de satisfizer a curiosidade e saber quem era. “Sem esta pessoa, nada disto era possível, foi graças a ele que, este ano, o evento se realizou”, Gil Oliveira da empresa Rosa Carvalho — Distribuição de Gás, foi o principal patrocinador do evento, mas foi também um voluntário “incansável do princípio ao fim para que este evento se realizasse”. 
 
A Born to Fight League teve direito à presença da Sport TV que nos próximos dias leva para o ar o resumo do evento, se não foi e quer ver não perca esta transmissão.

PUB

CLIQUE NO SINO VERMELHO EM BAIXO DO LADO DIREITO

SUBSCREVA GRATUITAMENTE

DIGA SIM ÀS NOTIFICAÇÕES DO DIÁRIO DA FEIRA,

E RECEBA AS NOTÍCIAS DE SANTA MARIA DA FEIRA, NA HORA, EM QUALQUER LUGAR

Diário da Feira sempre presente em Argoncilhe, Arrifana, Caldas de São Jorge e Pigeiros, Canedo, Vale, Vila Maior, Escapães, Fiães,  Fornos, Lourosa, Lobão, Gião, Louredo, Guisande Milheirós de Poiares, Mozelos, Nogueira da Regedoura, Paços de Brandão, Rio Meão, Romariz, Sanguedo, Santa Maria da Feira, Travanca, Sanfins, Espargo, Santa Maria de Lamas, São João de Ver, São Miguel do Souto, Mosteirô, São Paio de Oleiros

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.