Filocontos: histórias que fazem as crianças pensar

Filocontos: histórias que fazem as crianças pensar

Os contadores de histórias são meros veículos para as crianças descobrirem o seus pensamentos profundos. 

•  O livro “Regras de verão” , de Shaun Tan, é dos livros usados na sessão 

O projeto filocontos tem lugar no dia 8 de junho, pelas 15h00, na sala da hora do conto da Biblioteca Municipal e destina-se a cianças dos 7 aos 14 anos. A entrada é gratuita, mas requer inscrição prévia.  Através da leitura, os contadores de histórias vão estimular os diálogos filosóficos nas crianças, incentivando-as a partilharem as suas ideias e a  aprofundar pensamentos. 

 

“O que aconteceu?”, “Porque não se deve deixar uma meia vermelha pendurada na corda da roupa?”, “Porque não se deve estragar um plano perfeito?”. Os livros ajudam a criar sentidos e “Regras de Verão” , de Shaun Tan, é um exemplo de uma narativa que nos mostra uma série de regras, ou lições, com o que dois irmãos aprenderam durante as suas aventuras de verão. À medida que o livro avança as aventuras e as lições lições vão-se tornando cada vez mais estranhas e, até, assustadoras porque este não é um livrinho infantil doce para crianças-bolha. É um livro para exploradores temerários. 

A sessão será orientada por Tomás Magalhães Carneiro do Clube Filosófico do Porto, uma associação informal de pessoas da mais diversa proveniência que partilham entre si o gosto pela filosofia e pelo filosofar.

 

Para mais informações a biblioteca tem à disposição o telefone 256 377 030 ou o e-mail: nucleopedagogico@cm-feira.