Cadetes da Vito-Feirense-Pnb sprintam até ao primeiro lugar coletivo

Cadetes da Vito-Feirense-Pnb "sprintam" até ao primeiro lugar coletivo

Este fim de semana a formação da Vito-Feirense-PNB subiu ao pódio em Barcelos, Anadia e Roriz – os ciclistas mais pequenos da casa azul mostraram o que valem com a Vito-Feirense-Pnb a ganhar destaque nas várias corridas disputadas pelas equipas de formação. 

No Circuito de São Tomé, em Anadia, Afonso Eulálio foi sexto na vitória de Gonçalo Martins (Efapel). No 34.º Prémio Cidade de Barcelos, o júnior César Costa arrecadou o segundo lugar, em cadetes, Diogo Oliveira foi quinto, em juvenis e Pedro Caetano terminou na quarta posição. Em infantis, Jéssica Oliveira venceu na categoria feminina e alcançou o segundo lugar geral, seguida de Hugo Andrade em 10.º, Rafael Maia em 12.º e Nuno Vendas em 16.º. Em pupilos/benjamins, Rodrigo Brandão brilhou no segundo lugar.

As equipas de formação Vito-Feirense-Pnb participaram ainda no 17.º Prémio ACR Roriz, uma prova conhecida como a “Roubaix Portuguesa”, onde os mais pequenos ciclistas puderam desfrutar e sentir como é pedalar no famoso empedrado. Nos escalões de escolas, Jéssica Oliveira subiu ao pódio pela vitória em infantis femininas, enquanto em juvenis foi a vez de Pedro Caetano arrecadar o segundo lugar. No coletivo, a Vito-Feirense-Pnb fechou no segundo posto. Em cadetes, a equipa brilhou no primeiro lugar coletivo.

 

Equipa sénior prepara Volta a Portugal 

 Antes da Volta a Portugal, alguns corredores da Vito-Feirense-Pnb continuam em estágio, outros rumam a Espanha para disputar a 96.ª Prueba Villafranca-Ordiziako Klasika, a 25 de julho. Uma competição de categoria 1.1 do calendário Europeu UCI, com presença do vencedor do Giro d’Italia 2019, Richard Carapaz (Movistar Team).

Com expectativas elevadas, a equipa irá abordar Ordizia com oobjetivoo de ser protagonista na corrida mais antiga do calendário espanhol. Para tal, o diretor desportivo Joaquim Andrade selecionou o seguinte sete: Jesus del Pino (Esp),  António Ferreira (Por), Bernardo Saavedra (Por), João Barbosa (Por), Oscar Pelegrí (Esp), Pedro Andrade (Por) e Raúl Rico (Esp)

A  Clássica de Ordizia terá um total de 165,7 quilómetros, em circuito, com partida e chegada em Ordizia. O início está marcado para as 10h (9h em Portugal) e a chegada prevista para as 13h51 (12h51 em Portugal).

As principais dificuldades montanhosas serão o Alto de Abaltzisketa, 3ª cat., 3,1 km de extensão a 7,3% de pendente média (km 21,1 / km 52,8 / km 84,5 / km 119,8 / km 155,1) e o Alto de Altzo, 3ª cat., 2,6 km de extensão a 6,1% de pendente média (km 109,7 / km 145).

CLIQUE NO SINO VERMELHO 

SUBSCREVA GRATUITAMENTE ÀS NOTIFICAÇÕES DO DIÁRIO DA FEIRA

Ajude-nos a entregar um jornalismo regional atrevido e sem tabus.

Somos um jornal diário e gratuito para continuarmos o nosso trabalho, precisamos dos seus cliques e da sua subscrição. 

CLIQUE NO SINO VERMELHO, CONFIRME A SUA SUBSCRIÇÃO