Argoncilhe: Crianças aprenderam a fazer pão na sala de aula

Crianças aprenderam a fazer pão na sala de aula

O mote para uma iniciativa que celebrou o dia mundial do pão 

Deslize ou use as setas para ver as várias imagens do evento

A iniciativa partiu do Jardim de Infância de Argoncilhe que convidou a Padaria Broinhas para um aula prática sobre o pão — uma forma de desenvolver a educação alimentar, que trouxe à sala de aula o Broinhas e uma onda de boa disposição.
 
As crianças adoram perceber as cores, as texturas, os barulhos e os cheiros e, para a educadora Fernanda Guedes, a cozinha é um lugar de excelência para ativar todos esses sentidos — permite às crianças transformar alimentos crus em alimentos apetitosos e perceber o trabalho por detrás deles. 
 
À chegada ao Jardim de Infância fomos, de imediato, surpreendidos pelo aroma de pão fresco que pairava no ar; Fernanda Guedes recebeu-nos de sorriso rasgado.
 
O evento, deu a todas as crianças, com idades entre os três e seis anos, uma experiência única: aprender a fazer pão d’avó – da massa à cozedura, todos os processos de manufatura foram ensinados, exemplificados e executados, para isso a escola convidou a Padaria Broinhas que nessa manhã vestiu o papel de professor e trouxe o kit completo para que nada faltasse — um padeiro, um forno verdadeiro, ingredientes e muito amor pela arte da panificação.
 
Assim que as crianças puseram as mãos na massa a imaginação não teve limites — umas imitavam o padeiro e preparavam o pão, outras aproveitaram para brincar e descobrir que outras formas podiam dar à massa. Para unificar a tarefa as educadoras pediram às crianças para fazerem bolinhas e, pelas secretárias, já cheias de farinha, começaram a aparecer colares e serpentes de massa. 
 
A farinha que se agarrava às mãos e mesas dos “mini padeiros”, depressa chegou às caras e roupas de quase todos, deixamos de estar numa sala de aula e entramos no coração de uma padaria.      
 
Feito o trabalho de braços, a massa foi para o forno e pouco tempo depois, Fábio, o padeiro, presenteou todos com pequenos paezinhos d’avó; é certo que faltou a manteiga, mas as crianças não notaram e todas quiseram repetir. 
 
Já de barriga cheia veio a surpresa da aula, o padeiro deu asas à imaginação e mostrou às crianças que o pão pode ter muitas formas: árvore natal, estrelas, laços e até a letra V; a curiosidade foi tal que todos arranjaram “mais espaço na barriga” para esta nova fornada.
 
Lição aprendida e sala quase arrumada, com quase todos os vestígios de farinha a desaparecerem do chão e dos narizes; eis que chegou a cereja no topo do bolo pão — o “Broinhas” entrou na sala e em segundos a euforia foi total. Aos pulos e aos gritos as crianças depressa esqueceram o pão; o objetivo era agora abraçar a mascote — é caso para dizer que até o Mickey Mouse se roía de inveja com a atenção que a mascote argoncilhense teve. 

// Clique nos ícones para nos visitar nas redes sociais /

CLIQUE NO SINO VERMELHO EM BAIXO DO LADO DIREITO

SUBSCREVA GRATUITAMENTE

DIGA SIM ÀS NOTIFICAÇÕES DO DIÁRIO DA FEIRA,

E RECEBA AS NOTÍCIAS DE SANTA MARIA DA FEIRA, NA HORA, EM QUALQUER LUGAR

Diário da Feira sempre presente em Argoncilhe, Arrifana, Caldas de São Jorge e Pigeiros, Canedo, Vale, Vila Maior, Escapães, Fiães,  Fornos, Lourosa, Lobão, Gião, Louredo, Guisande Milheirós de Poiares, Mozelos, Nogueira da Regedoura, Paços de Brandão, Rio Meão, Romariz, Sanguedo, Santa Maria da Feira, Travanca, Sanfins, Espargo, Santa Maria de Lamas, São João de Ver, São Miguel do Souto, Mosteirô, São Paio de Oleiros

Notícias Relacionadas