Segurem os cavalos, agarrem-se espadas e venha daí o hidromel, estamos quase na Viagem Medieval

Segurem os cavalos, agarrem-se espadas e venha daí o hidromel, estamos quase na Viagem Medieval 

Alferes Pereira, rei do ano passado, também fala da sua experiência

• D. Pedro deixou uma mensagem especial ao filho e à nora

Texto: Tânia Silva

De 31 de julho a 11 de agosto chega a Santa Maria da Feira a “época mais feirense” de todas — são duas semanas em que milhares de pessoas, de todas as freguesias de Santa Maria da Feira, se juntam para celebrar a riqueza da nossa história. Não resistimos a falar com o “D. Pedro I”, pai de D. Fernando, e perguntamos como foi ser a cara de um evento que recebeu 700 mil pessoas:

Estamos a 19 dias da sua abertura, mas a energia que nos transporta para outra época já anda no ar. Este ano D. Fernando, O Belo Inconstante, e a sua temível esposa, Leonor Teles, que mandou matar a irmã e quase nos entregou a Espanha, são o tema da viagem que nos vai levar até 1367. 

Durante 12 dias tem à disposição 1600 performances, seis praças de animação, 22 áreas temáticas interativas com exposições, espetáculos de grande formato e cortejos temáticos — este ano a Viagem cresceu e há também uma nova entrada para o recinto na Rua do Carvalhal. 

Estacionar é sempre um problema, mas a organização volta a garantir estacionamento gratuito no Europarque, servido por um “transfer” diário de ida e volta, entre as 14h00 e a 1h00 com um custo de 1 euro por pessoa.

Mini Entrevista 

Alferes Pereira | Rei da edição 22.ª Edição da Viagem Medieval

“Foi um orgulho imenso, senti-me um em 140 000, mas foi importante fazer sentir que qualquer um dos cidadãos de Santa Maria da Feira pode ser Rei ou Rainha da Viagem medieval em Terras de Santa Maria.”

~ Alferes Pereira

Durante o evento, qual a coisa que mais o marcou?

O que mais me marcou foi, sem dúvida, ver a cara das crianças — senti que ficavam estarrecidos ao verem o Rei, imponente em cima do cavalo. 

Que eventos ou exposições gostava de destacar?

Os cortejos noturnos, um organizado pelo Grupo Golgóta, que recriava o funeral de D. Inês e o cortejo recriado pelo Rancho Folclórico de S. Tiago de Lobão em que foi representada a justiça do rei — foram momentos mágicos até pela utilização do fogo e dos cânticos.

Para esta edição, o que gostava de ver, ou rever?

Espero ver algumas coisas melhoradas ao nível da organização, por exemplo, mais pontos de água potável, melhorias nas casas de banho e um ou outro acerto nas tendas e no fluxo dos visitantes. 

Quanto aos espetáculos, estou ansioso, especialmente pelo de grande formato: que são o momento das grandes batalhas. Gostava também de ver o nosso castelo ainda mais envolvido na Viagem Medieval.

Tem alguma mensagem para D. Fernando e D. Leonor?

Que Deus vos abençoe o meu filho e a minha nora vai ser uma grande viagem medieval. 

 

Informações

• Pulseiras 

Até 15 de julho – 6 euros, 

Até 30 de julho – 7 euros. 

Durante o evento – 8 euros. 

• Bilhete diário

segunda a quinta-feira – 2,50 euros

sextas-feiras e domingos – 3,50 euros

sábados –  4,50 euros

 

Pode comprar clicando em:

www.smstore.pt

https://ticketline.sapo.pt/

• Redes sociais

 
www.viagemmedieval.com
 
www.facebook.com/viagemmedieval

www.instagram.com/viagemmedieval