S. M. Feira: Jovens acusados de vender droga em escola ficam em silêncio durante julgamento

S. M. Feira: Jovens acusados de vender droga em escola ficam em silêncio durante julgamento

Os jovens foram acusados de vender droga no recinto escolar durante o ano letivo 2018/19

▌Foto: DR/PD

São oito os ex-alunos da Escola Secundária de Santa Maria da Feira acusados de vender droga a outros estudantes no recinto escolar e esta terça-feira no Tribunal de Espinho, durante o início do julgamento remeteram-se ao silêncio.

Tudo terá acontecido durante o ano letivo de 2018/19 – a acusação do Ministério Público (MP) alega que os jovens venderam haxixe a outros alunos da escola, sendo alguns deles menores.

Os oito arguidos têm entre 17 e os 20 anos e enfrentam uma acusação de crime de tráfico de estupefacientes agravado.

A investigação concluiu que estes atos aconteciam durante o intervalo e perto dos pavilhões A e B.

A 23 de abril de 2019, uma equipa de agentes da PSP terá mesmo surpreendido um dos jovens à porta da escola, que teria consigo cerca de 19 gramas de canábis – perto de 55 doses individuais.

Na altura o arguido disse à Procuradora do MP que havia comprado a droga, dias antes, a um indivíduo desconhecido junto ao castelo de Santa Maria da Feira. Alegou ainda que gastara “todo o dinheiro que tinha amealhado no aniversário, na Páscoa”.

Este jovem revelou ainda que começou a consumir droga aos 17 anos, mas que nunca deu nenhum produto aos amigos e sublinhou que na escola nunca fumou charros.

Leia ainda
👁️‍🗨️ Você é o leitor DF número
  • 2.102.844