S. Jorge: Requalificação da envolvente às Termas de S. Jorge arranca segunda-feira

S. Jorge: Requalificação da envolvente às Termas de S. Jorge arranca segunda-feira

Câmara afirma estar “disponível para minimizar transtornos da obra”

▌Foto: DR/PD

Na segunda-feira, 12 de abril, arrancam as obras de requalificação da envolvente às Termas de S. Jorge, na freguesia das Caldas de S. Jorge, Santa Maria da Feira. Pela dimensão da intervenção e da sua duração, esta obra causará alterações e transtornos no quotidiano daquela freguesia.

A Câmara Municipal já se disponibilizou para receber todas as reclamações e sugestões da população para minimizar, sempre que possível, as dificuldades sentidas.

“A requalificação da envolvente às Termas de S. Jorge é uma obra que causará transtornos no dia-a-dia da população e dos comerciantes, quer pela dimensão da sua intervenção, quer pela sua duração (18 meses) e, por isso, disponibilizamo-nos para ouvir todos os munícipes, para receber as suas reclamações e sugestões, e encontrar, sempre que possível, as melhores soluções para contornar e minimizar os transtornos desta intervenção”, frisou Emídio Sousa, presidente da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, durante uma sessão de esclarecimento realizada esta semana, na freguesia das Caldas de S. Jorge.

O autarca feirense reforça também que os transtornos das obras “são impossíveis de contornar, mas que serão ultrapassados pelos benefícios desta requalificação que irá transformar totalmente aquele espaço público da freguesia das Caldas de S. Jorge, tornando-o num local atrativo para uma vivência acessível a todos e para fruição de todos”.

A Requalificação Urbana da Zona Envolvente às Termas de S. Jorge insere-se na estratégia da Câmara Municipal de revitalização de espaços emblemáticos com o objetivo de melhorar a qualidade do ambiente urbano e o bem-estar da população. Com um investimento municipal que ronda os 2 milhões de euros, esta intervenção assenta numa articulação entre o viário, o urbano, o pedonal e a estrutura verde, transformando a envolvente às Termas de S. Jorge num espaço de excelência, gerador de novas dinâmicas onde o peão será privilegiado.

 

Requalificação de arruamentos, incluindo ciclovia, passeios e faixa de rodagem, reorganização de estacionamentos, reabilitação do Largo do Coreto, reabilitação do passeio junto ao rio, criando uma ligação com os circuitos pedonais do Parque Natural das Ribeiras do Uima, valorização das áreas verdes, relocalização do parque infantil, substituição da sinalização e mobiliário urbano, construção da rede de drenagem de águas residuais e pluviais e de infraestruturas elétricas/iluminação pública, são os principais eixos desta intervenção municipal que vai dar uma nova vida aquele espaço público, adaptando-o às necessidades dos tempos atuais, mas respeitando os seus valores e identidade.

Leia ainda
👁️‍🗨️ Você é o leitor DF número
  • 2.102.844