Opinião: “A Escola não é um mero edifício… envolve pessoas, ideias, talento e paixões”​

Todos os artigos de Opinião são da responsabilidade dos autores e não refletem a linha editorial do Diário da Feira

Opinião: “A Escola não é um mero edifício… envolve pessoas, ideias, talento e paixões”

20/02/2020: abrem-se portas a um projeto de transformação social quando a comunidade mais precisa dele. Um projeto que não encara a escola como um mero edifício, mas observa a Educação como um processo dinâmico que envolve pessoas, ideias, talento e paixões.

Há exatamente um ano, Santa Maria da Feira iniciava um projeto que pretende ser um importante impulsionador da sociedade. Um projeto vasto, desenvolvido de forma entusiasta e pensado em parceria com agentes dinamizadores do talento. Um desafio múltiplo que encara o conhecimento como uma ferramenta da vida em sociedade.

O ano que passou foi e continua a ser atípico. Foi com empenho e dedicação que as equipas e a comunidade escolar privilegiaram a continuidade e não esmorecer face às limitações. 

Encarámos a pandemia como um novo motivo para inovar e redescobrir métodos inovadores, ferramentas diferenciadas e formas disruptivas para aplicar e cumprir os nossos objetivos. 

O PRIMÁRIO fez a sua primeira apresentação pública a 20 de fevereiro de 2020, convidando a comunidade escolar e criativa para um percurso conjunto e de cooperação. Partilhámos ideias, escutámos opiniões… iniciámos um percurso como muitos desafios futuros. 

Alguns meses depois, em setembro de 2020, lançámos a primeira edição do jornal que compila as atividades semestrais, assumindo o desafio de manter a atividade, manter a ligação com a comunidade, assegurando a reorganização de todas as atividades de acordo com as limitações atuais. 

Cancelar a Educação não pode nunca ser uma solução. Importa garantir o crescimento e a evolução contínua das nossas crianças e jovens, assegurando a qualificação pessoal e profissional que irá garantir o desenvolvimento da sociedade do futuro. 

Enquanto projeto de educação criativa, pluridisciplinar, crítico e interventivo, o PRIMÁRIO pretende aproximar diferentes disciplinas artísticas à comunidade escolar, trabalhar com diversas gerações com um objetivo comum, inspirando a comunidade para o desenvolvimento contínuo que contribui para a transformação social. 

Mais do que um edifício, um espaço, o PRIMÁRIO anseia aproximar profissionais de diversas áreas para a partilha construtiva de experiências, com um objetivo comum: uma construção colaborativa com vista à melhoria contínua. 

 

O primeiro focus group adaptou-se às limitações e receios da pandemia, promovendo o cruzamento de bailarinos com encarregados de educação, juntando numa conversa única professores e profissionais de distintas áreas criativas, com vista a uma discussão assertiva capaz de promover valor acrescentado aos futuros projetos e um adequado impacto no ensino.

Durante o último ano, desafiámos a comunidade escolar a questionar-se sobre contextos sociais; a encarar “novas” profissões enquanto mercado de trabalho ativo; a desconstruir complexos e preconceitos, permitindo a educação através da experiência; promovemos o pensamento crítico e criámos redes: acolhemos um discurso plural pelo envolvimento do “Jovem Autarca”; aceitámos os reptos do projeto “Desafia-te”;

proporcionámos momentos práticos de formação e educação informal de jovens criativos; e demos um salto para outras longitudes através da parceria com o projeto “O Mundo é um Palco”.

Respondendo ao anseio de inovar de forma continuada, reforçámos o projeto GERMINAR, criando novas camadas para a Educação no nosso concelho. Com o envolvimento ativo de docentes de diversos estabelecimentos de ensino, levámos à sala de aula novas abordagens aos planos curriculares, através de experiências inovadoras em contacto direto e presencial com profissionais de distintas áreas criativas. 

Abrimos, ainda, as portas do PRIMÁRIO para o reforço da qualidade técnica e da experiência associada à “germinação” da criatividade pelos talentos do ensino secundário. De forma a responder aos desafios contemporâneos, recorremos a diferentes contextos, como a dança ou a comunicação radiofónica, para promover o pensamento crítico, através da exploração de competências pessoais, com uma experiência de grupo em modelo de autodescoberta.  

Com o laboratório de fotografia, fomos ainda mais longe, promovendo uma instalação de pendor digital que marcou o Halloween 2020, respeitando todas as normas de saúde e segurança, mas garantindo que o processo criativo e de experimentação esteve presente.

Perspetivamos o futuro! É essencial saber ouvir, informar e alertar. Enquanto projeto de responsabilidade social, o PRIMÁRIO promove a discussão sobre temas atuais da sociedade, estando em fase de preparação uma nova ferramenta – o podcast –, que desafia a comunidade educativa a refletir sobre temas cruciais dos nossos tempos, como a desinformação.

 Encaramos a educação criativa como agente de transformação pessoal e social. Acreditamos no potencial dos jovens de Santa Maria da Feira! Vislumbramos uma nova geração capaz de enfrentar os desafios do futuro.

Vice-presidente e Vereadora do Pelouro da Educação, Desporto e Juventude da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira
Cristina Tenreiro
Vereadora