S. João de Ver vs Águeda: mais amarelos que futebol em jogo anêmico

S. João de Ver vs Águeda: mais amarelos que futebol em jogo anêmico

Num jogo com 10 amarelos foi Pedro Santos o único a violar as malhas adversárias

▌Foto: DR/PD

Ambos os treinadores pensaram que no meio estava a virtude e daí povoarem o meio-campo para daí partirem para a baliza contrária. 

Resulta daqui um amontoado de jogadores na zona central a tentarem anular-se e mais não se viu que choques, faltas, muito pouco futebol e muitos cartões – dez para ser preciso.

O festival de cartões amarelos começou aos 8′ com Rui Santos, do Águeda e só terminou aos 90 + 3′ com André Almeida, do S. João de Ver.

Futebol sem golos não é bom, mas sem oportunidades ainda pior e nem uma coisa, nem outra.

Seria aos 36′, num livre batido para a área do Águeda que após uma penteadela na bola, surge Pedro Santos ao segundo poste a cabecear lá para dentro e fazer o que seria o golo da vitória, diga-se que merecida pelos que ambas as equipas fizeram nos 94 minutos que durou o jogo.

Ambas as equipas têm potencial para fazer muito melhor. 

No Campeonato de Portugal, o São João de ver segue em quarto empatado com o Beira-Mar – ambos com 16 pontos – a seis do segundo, o vizinho de Lourosa.

Leia ainda
👁️‍🗨️ Você é o leitor DF número
  • 2.050.801