Opinião: Orçamento Municipal – 400 páginas copy/paste

Todos os artigos de Opinião são da responsabilidade dos autores e não refletem a linha editorial do Diário da Feira

Opinião: Orçamento Municipal – 400 páginas copy/paste

Mais um ano e mais um Orçamento Municipal copy/paste. As diferenças são poucas no caminho que este executivo PSD resolveu seguir. Temos a diferenças apenas em algumas vírgulas e em alguns pontos finais. Temos a diferença na entoação dada a promessas habituais, algumas dessas promessas já vêm de outros Presidentes.

Temos desta vez a desculpa do que não foi realizado tem por culpa o Covid 19 e do que não se pode vir a realizar pelo mesmo motivo.

No próximo ano será o ano das eleições autárquicas e é mais um ano voltado para o alcatrão. Este é um Orçamento que coloca primeiro o tapete e promete que depois é que vai investir no restante (passeios e afins). No entanto, atrevo-me a garantir que as estradas do nosso concelho continuarão pouco recomendáveis em vários pontos do nosso município. Uma vez mais o anormal torna-se neste item o normal.

Mais uma vez, talvez pela quarta vez, promete-se o Eixo das Cortiças. Mais uma vez promete-se a requalificação das zonas industriais mais antigas e também mais uma vez anuncia-se o estudo da construção do centro de transportes em Santa Maria da Feira.

Relativamente à construção do dito centro de transportes, lembro para quem não se recorda, que já existiu em Orçamento uma verba para a sua construção e no ano a seguir essa verba desapareceu. Até hoje ficamos pela intenção da sua realização na Cruz, mas sujeita a negociações e mais outras coisas.

Coloca a intenção de uma solução, mais uma vez, para uma ligação que una as duas partes das cidades, agora mais separadas ainda pela interdição do Túnel da Cruz.

Este é um Orçamento que volta a investir na requalificação de centro de freguesias. Após a realização de obras em algumas freguesias, voltam avançar obras para esses mesmos locais.

Por exemplo, quem conhece a freguesia de Souto sabe que foram feitas obras no centro. Agora, diz este Orçamento, que voltam a fazer mais obras ao lado do que foi feito antes. Porque não foi feito tudo de uma vez? 2021 é ano de eleições e Souto não é PSD.

Apresenta este Orçamento uma vaga promessa de um regulamento de apoio aos bombeiros que o PSD já anda há anos, a referir que está para sair.

Diz este Orçamento Municipal que vai ser criado um Plano de Adaptação às alterações climáticas, quando há dois anos foi aprovado o Plano Municipal de adaptação às alterações climáticas.

A primeira leitura a um documento de 400 páginas, mostra que as ideias são as mesmas de sempre. Um Orçamento que continua a não investir na criação de um concelho estruturado e com bases para o futuro, mas um Orçamento que continua a investir no folclore e na navegação à vista.

Operador de Logística; Técnico de informática; IL - Militante da Iniciativa Liberal
Daniel Santos
Operador de Logística