Márcio Correia: “Emídio Sousa faz do orçamento de 2021 um festival total de gastos eleitoralistas”

Márcio Correia: “Emídio Sousa faz do orçamento de 2021 um festival total de gastos eleitoralistas”

PS rejeita Orçamento para 2021 que acusa de ser “irrealista”, e quer mais “apoios à população”

▌Foto: DR/PD

O PS rejeita totalmente orçamento e Plano para 2021, Márcio Correia, presidente da concelhia para o Partido Socialista em Santa Maria da Feira acusa Emídio Sousa, presidente da Pâmara Municipal de fazer “do orçamento de 2021 um festival total de gastos eleitoralistas”

Para Márcio Correia, estes gastos referem-se a “projectos e sem obras terminadas durante o” mandato de Emídio Sousa e acusa o Edil de dar “início à sua campanha, com o show off habitual.”

O socialista acredita que o orçamento de 2021 “não corresponde às reais necessidades do município de S. M. da Feira” e lembra que os custos da água estão ao “preço de ouro”.

Acusa ainda o executivo municipal durante três anos estar “totalmente paralisado”. 

Márcio Correia continua a lista de falhas e recorda que a “poluição continua nos rios, obras camarárias por terminar, zonas indústrias sujas e sem infraestruturas de apoio.”

Na mira do Partido Socialista estão também os gastos com a empresa municipal “Feira Viva com prejuízos de milhões” e “escolas do 1.º ciclo com refeições sem qualidade”. 

Há “freguesias sem investimento, clubes e associações sem os merecidos apoios, tudo quase por fazer” – explica Márcio Correia.

O presidente da Concelhia termina frisando que “muito grave é que nesta fase de pandemia não ter um efetivo apoio social e económico para a restauração, comerciantes, famílias, e Emídio Sousa prefere esbanjar um milhão de euros numa rotunda.”

Leia ainda
👁️‍🗨️ Você é o leitor DF número
  • 2.050.804