Sanguedo: Investigação de crime de violência doméstica leva à apreensão de armas

Sanguedo: Investigação de crime de violência doméstica leva à apreensão de armas

Ex-marido alegadamente ameaçou a vítima de que a iria atropelar.

▌Nas buscas domiciliárias foram apreendidas três armas e dezenas de munições | Foto: GNR

Sanguedo, 26 de junho  – Os militares do Destacamento Territorial de Santa Maria da Feira, identificaram um homem com 59 anos por posse de armas e munições; o caso aconteceu no seguimento de um processo por crime de violência doméstica, na freguesia de Sanguedo em Santa Maria da Feira.

Durante uma investigação por violência doméstica, os agentes da GNR apuraram que o suspeito, ex-cônjuge, exercia violência psicológica à vítima, de 32 anos.

Uma situação que terá durado cerca de um ano e segundo a GNR, o alegado agressor,  chegou “mesmo a ameaçar a mulher de que a iria atropelar.”

Foi dado a cumprir um mandado de busca domiciliária que culminou na apreensão de um revólver e respetivo coldre, duas armas de alarme, 107 munições e dez cartuchos.

As armas apreendidas estão ilegais e o agressor defendeu-se dizendo que pertenciam ao seu pai e estavam na sua posse desde que o mesmo faleceu.

Os factos foram remetidos para o Tribunal Judicial de Santa Maria da Feira.

Leia ainda
👁️‍🗨️ Você é o leitor DF número
  • 1.767.500