Opinião: Administração do hospital tenta atirar areia para os olhos dos utentes

Todos os artigos de Opinião são da responsabilidade dos autores e não refletem a linha editorial do Diário da Feira

Opinião: Administração do hospital tenta atirar areia para os olhos dos utentes

Já todos deduzíamos que a administração do Hospital de S. Sebastião vivia exclusivamente para o mediatismo, mas agora temos toda a certeza, depois de a administração tentar culpar os utentes da sua incompetência crónica para gerir este centro hospitalar.

Sempre houve incapacidade por parte desta administração em gerir os horários ao convocar os utentes para fazer análises clínicas, mesmo antes do aparecimento da Covid-19 era a confusão geral diariamente. As pessoas que eram convocadas para as 8h10, eram atendidas depois da 9h00 e, por vezes, depois das 9h30, por falta de recursos humanos que a administração deveria ter contratado e não o fez. 

Agora, em plena pandemia, administração do hospital manteve o mesmo método de convocação, mas com as pessoas cá fora há espera, ao sol e à chuva dependendo do dia. Alguns dos utentes são atendidos hora e meia depois do que estava na convocatória.

O que envergonha o SNS e demonstra que a administração deste hospital nem sequer tem a humildade suficiente para assumir as suas responsabilidades. Inclusive fazendo uma triste figura ao responder ao BE, afirmando que os utentes é que chegam ao hospital antes da hora para a qual foram convocados. O problema da administração, é que são centenas de utentes a confirmar a versão do Bloco. 

É necessário conhecer a realidade e ir pessoalmente ver o que se passa neste serviço. Foi precisamente isso que os dirigentes do BE fizeram. Foram ver o que se passava e falar com os utentes.

Ainda por cima, a administração do hospital afirma à imprensa, que os utentes deveriam aguardar nas suas viaturas até à hora da chamada. Parece que a administração do hospital anda mesmo muito desinformada, pois nem sequer sabe das carências que existem de estacionamento no hospital e nas zonas circundantes. Mais grave ainda, parecem não conhecer a deficitária, ou quase inexistente, rede de transportes públicos do concelho. 

Estamos a falar de pessoas muitas vezes pessoas idosas, com graves problemas de saúde e com mobilidade reduzida. É vergonhosa e desumana a forma como estes utentes estão a ser tratados. Espera-se que por parte da administração do centro hospitalar, haja a dignidade de assumir as suas culpas e de rapidamente resolveram esta situação que prejudica centenas de utentes do SNS. 

Ao longo dos últimos anos, assistimos muitas vezes, infelizmente à descredibilização de alguns serviços públicos de forma propositada, para depois serem entregues aos privados. Certamente que não será este o caso.

“Ex delegado e dirigente sindical, dirigente da Comissão Coordenadora distritaldo BE de Aveiro e dirigente da Comissão Coordenadora concelhia do BE de Santa Maria da Feira”.
Joaquim Dias
Comissão Coordenadora concelhia do B.E.