Covid-19: Oposição pede máscaras, especialistas confirmam necessidade

Covid-19: Oposição pede máscaras, especialistas confirmam necessidade

Quando falamos libertamos 99% das gotículas que ejetamos diariamente   

▌Virulogistas defendem os benefícios no uso de máscaras | Foto: PD

À semelhança das medidas de proteção avançadas a nível internacional e nacional, BE e Comissão Política Concelhia do Partido Socialista da Feira propõem a distribuição gratuita de kit de proteção individual.  

Esta semana as recomendações da Organização Mundial de Saúde sugerem o uso generalizado de máscara como prevenção ao Covid-19 — um assassino silencioso, com cúmplices involuntários. 

As orientações internacionais alertam que não há necessidade de usarmos uma máscara tipo FFP ou N95, face aos stocks desesperadamente baixos que os hospitais enfrentam, mas uma simples máscara de pano pode travar o vírus. 

A decisão é baseada em estudos recentes apresentados por virologistas de renome, por exemplo, Wölfel e Harold Varmus, sublinham a importância de concentrar esforços em impedir a propagação de gotículas, na sua maioria libertadas quando falamos através de pequenas gotas de saliva. 

Harold Varmus, vinca que um simples pano no rosto impede 99% das gotículas que ejetamos e que podem alcançar cerca de dois metros de distância.

Face a estas recomendações, a distribuição gratuita de kits de proteção individual é já uma realidade internacional e nacional — em Mafra o município distribuiu cerca de 500 mil máscaras à população, medida que PS e BE querem ver implementada no concelho da Feira.  

O Bloco de Esquerda considera que “o uso generalizado de máscaras na comunidade é uma necessidade e ferramenta que todos podemos usar no combate a este vírus. Contudo, numa altura em que as máscaras e o álcool em gel à venda nas farmácias atingem preços absurdos e especulativos, é necessária uma resposta solidária por parte da autarquia”.

A proposta da Comissão Política Concelhia do Partido Socialista de S. M. da Feira vai mais além e sugere “a criação de um banco comunitário de máscaras, certificadas pela Direção-Geral de Saúde, que pudesse envolver doações de empresas, cidadãos e outras instituições”, garantindo “uma maior oferta” e “agindo em ligação com a sociedade”.

O PS propõe ainda que a entrega do kit seja realizada pelas juntas de freguesia, porque “são as que melhor conhecem as residências”, refere, vincando que a medida “irá diminuir os riscos de contágio da COVID-19 e o avanço da pandemia”.

Para o PS, a implementação desta medida deverá ser imediata, porque “é tempo de agir” e de “instruir a população para uma nova realidade social”, ajudando a população a proteger-se.  

Leia ainda
👁️‍🗨️ Você é o leitor DF número
  • 2.097.278