‘Ti Coelha’ vence Covid-19 aos 100 anos, neto dá os “parabéns ao hospital”

‘Ti Coelha’ vence Covid-19 aos 100 anos, neto dá os “parabéns ao hospital”

A centenária começou a dar provas de melhoras ao terceiro dia de internamento

▌A "Ti Coelha", ao centro, rodeada pelos netos e respetivas mulheres e maridos | Foto: Ivo Gomes

Em Fiães, uma mulher de 100 anos recuperou do COVID-19 ao 14.º dia de tratamento no hospital S. Sebastião — a família dá os parabéns ao Centro Hospitalar Entre Douro e Vouga.  

Texto: Tânia Silva

Em Fiães, todas a conhecem por Ti Coelha, tem 100 anos, feitos a 11 de dezembro — é provavelmente a primeira centenária do concelho da Feira a derrotar o Covid-19.

Uma batalha de duas semanas após a confirmação do teste positivo.

De acordo com as informações divulgadas pela família, a centenária vai “continuar internada”, mas ontem o primeiro teste de confirmação deu negativo – aguarda-se agora o resultado do segundo, cujos prognósticos médicos apontam para que também seja negativo.

Ao Diário da Feira, Ivo Gomes, um dos netos da centenária, explicou que as boas notícias começaram a surgir ao terceiro dia de internamento, no entanto, e apesar do otimismo, o prognóstico era sempre muito reservado face à elevada taxa de mortalidade nesta faixa etária.

▌A centenária conta com mais de uma dezena de bisnetos | Foto: Ivo Gomes

A idosa natural de Fiães, era residente no Lar Santa Teresinha, em Cucujães, opção que como o neto explica, “foi sua, por ligações que sempre manteve com a instituição”.    

O Lar de S. Teresinha já registou três mortes de utentes por Covid-19. O primeiro óbito aconteceu a 26 de março — uma senhora de 79 anos. 

Entre os testemunhos deixados por Ivo Gomes sobressai os “parabéns ao Centro Hospitalar Entre Douro e Vouga” e “um obrigado especial a todos aqueles que, de uma forma ou outra, nos mantiveram informados passo a passo da situação”. 

Dizia Fernando Pessa: “E esta heim!”.

Aos 100 anos a Ti Coelha superou mais uma luta e como elogiou o neto “a minha avó sempre teve muitas dificuldades, mas ultrapassou-as sozinha”, diz, salientando que sem o marido criou os “muitos filhos”.  

Leia ainda
👁️‍🗨️ Você é o leitor DF número
  • 2.102.844