Florgrade assustou, mas Sanguedo foi buscar a bicicleta para salvar o empate ​

Florgrade assustou, mas Sanguedo foi buscar a bicicleta para salvar o empate

Forasteiros tinham equipa para mais, mas os homens da casa souberam aproveitar nervosismo

Casa composta para ver o derby concelhio que opôs o Florgrade, que seguia em segundo classificado da segunda distrital e Sanguedo que ocupava o décimo lugar na prova.

Texto: A. Ferreira | Fotos: Ventura Santos

Sanguedo – 1

 

Florgrade – 1

 

Campo Futebol ADC Sanguedo

Árbitro. Renato Oliveira

Sanguedo: Roberto, Mário Alves, Rui Alves, Filipe Pinto, Francisco Moreira, Igor Pereira, Tiago Tavares,  José Silva, Flávio Silva, João Gomes, Carlos Borges. Suplentes: Ricardo Cardal, José Oliveira, Ruben Brito, Leandro Silva, Tiago Reis, Ricardo Rosas  Golo: Tiago Treinador: José Neves.  

Florgrade: Rui Pedro, Marcelo, Zé, Joca, Rena, Couto, Andrezinho, Fruta, Gomes, Xavi, Gomes Suplentes: Luís Belinha, David, Edu, Capela, Gelson, André Ribeiro, Kelvin. Golo:  Xavi  Treinador: Francisco Baptista.  

Iniciado o jogo, cedo se viu o Florgrade balancear-se no ataque à procura do golo. num curto espaço de dois minutos, na grande área do Sanguedo houve duas situações de bola na mão. Se na primeira fica a ideia de a bola ter ido à mão do defesa desviando a sua trajetória, a merecer sanção máxima – já na segunda situação, na sequência de um cabeceamento à queima-roupa que não justificou nenhuma sanção.

Os primeiros quinze minutos foram de sentido único rumo à baliza do Sanguedo, que fazia o que podia na defesa do nulo. 

Foram 45 minutos que Roberto, guarda-redes da casa, aproveitou para mostrar serviço ao efetuar algumas defesas de encher o olho. 

Quando tudo parecia indicar que o jogo ia para o intervalo com zeros no marcador eis que já dentro da área aparece Xavi a rematar para o 1 a 0, sem qualquer hipótese de defesa. O Florgrade terminou a primeira parte  com mais domínio de bola, muitas vezes em ataque continuado, com boas trocas, mas a esbarrar-se na bem organizada defensiva do Sanguedo que teve no seu guarda-redes o homem do jogo. 

A segunda parte começou com o Sanguedo menos defensivo e naturalmente que o Mister José Neves soube analisar quais as fragilidades adversárias e quis tirar partido das mesmas. Tapou alguns caminhos ao adversário, marcou mais em cima, retirando alguma liberdade e começou a aparecer com mais perigo na área adversária.

Aos 54′ o Sanguedo dava sinal de mais perigo quando o seu avançado aparece só em frente a Rui Pedro, guarda-redes do Florgrade e atira por cima no que foi a perdida da tarde.

A juntar à falta de eficácia na finalização dos visitantes durante os primeiros 45′ começava agora a sentir-se algum nervosismo por não conseguir chegar ao segundo golo, quer pela maior aproximação dos homens da casa ao seu reduto defensivo, quer por notarem um maior rendimento por parte dos homens da casa com aproximações sucessivas à baliza adversária.

 

A isto juntou-se um Sanguedo que acreditava cada vez mais no empate e ia tomando conta do terreno adversário obtendo vários cantos – foi num deles que Tiago executa uma bicicleta perfeita, que sem qualquer culpa para o guarda-redes do Florgrade, carimba a igualdade com um grande golo.

O Florgrade reagiu, mas com o coração a funcionar e não a cabeça – os homens da casa anulavam os muitos ataques  que se seguiram, quase sempre de pontapé para a frente, a morrer na defesa preto e branco ou a cair fora das quatro linhas – onde nem o recém entrado André conseguia chegar.

Com o apito final veio a conclusão de que se assistiu a um excelente jogo de futebol, com duas partes bem distintas – na primeira mandou o Florgrade sem traduzir em golos a superioridade; na segunda entrou um Sanguedo com agulhas acertadas que obrigou o adversário a errar e procurou sempre o empate.

A vitória só não sorriu aos forasteiros, que têm qualidade de futebol para muito mais, pelos seus próprios erros: ter a bola controlada dentro da área e não rematar para fazer mais uma finta não é boa decisão – e isso viu-se algumas vezes.

Leia ainda
PUB - Clique no anúncio para aceder ao Facebook do Restaurante Piscinas de Lourosa
👁️‍🗨️ Você é o leitor DF número
  • 1.962.798

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.