Rio Meão conquista 3.º lugar no Campeonato do Mundo de Ornitologia 2020

Rio Meão conquista 3.º lugar no Campeonato do Mundo de Ornitologia 2020

Candido Sousa conquistou o pódio em canários de cor 

▌Candido Sousa e o seu "colega de equipa" | Foto: DR

Tem 58 anos é serralheiro de profissão, jardineiro por vocação e criador de canários por paixão – sendo criador dessa espécie há mais de três décadas. Candido Sousa, sócio fundador do Clube Ornitológico da sua terra, participou em várias exposições – na primeira conseguiu um terceiro lugar com um Lipócromo Nevado Vermelho – veio de seguida o seu primeiro Campeonato Nacional em 2004. 
 
A primeira internacionalização chegou em 2012 com o Campeonato Internacional do Atlântico, onde conseguiu um primeiro classificado em Lipócromo Mosaico Amarelo Macho.
 
Em 2016, no primeiro campeonato mundial em Portugal as coisas não correram tão bem para Cândido Sousa – desta vez não arrecadou nenhum pódio e teria de esperar quatro anos pela desforra: em janeiro de 2020, no mundial de ornitologia em Matosinhos leva a concurso três pássaros: dois lutino mosaico amarelo e um satiné intensivo amarelo e é um desses lutinos que conquista o 3.º lugar no mundial.
 
Após o anúncio, Candido Sousa foi invadido pelas emoções e as primeiras palavras de agradecimento, foram para o “coleguinha de equipa” – o lupino vencedor: “quando chegar a casa vou dar-te tantos beijinhos”. Palavras que não escondem o amor e dedicação do criador pelas suas aves, já a medalha essa foi “direitinha para a vitrine” que tem em casa e que vai ficando cada vez mais cheia.

Já que está aqui: aproveite e partilhe a nossa página, juntos podemos chegar a mais pessoas!

Leia ainda
PUB - Clique no anúncio para aceder ao Facebook do Restaurante Piscinas de Lourosa
👁️‍🗨️ Você é o leitor DF número
  • 2.120.252