“Para a nossa amizade nunca esquecer, no Museu, um lenço dos namorados vamos fazer”

“Para a nossa amizade nunca esquecer, no Museu, um lenço dos namorados vamos fazer”

De 3 a 28 de fevereiro, à visita o Museu de Lamas junta uma oficina de expressão plástica

▌A coleção permanente do museu vai desvendar a história dos lenços de namorados

O Museu de Lamas prepara-se para celebrar o mês dos namorados — de 3 a 28 de fevereiro ao visitar o museu vai descobrir a tradição por detrás dos lenços de namorados.

Uma tradição de muitos concelhos da região minhota, hoje extremamente ligada ao concelho de Vila Verde — as histórias dos lenços dos namorados são muitas, uma delas que seria uma espécie de anel de noivado oferecido pela mulher e não pelo homem. Fevereiro é o mês dos namorados e o Museu de Lamas preparou “uma visita para não esquecer, um lenço dos namorados vamos fazer”.
 
O convite é extensível a famílias, amigos e casais apaixonados, que vão descobrir a origem e simbologia dos tradicionais Lenços dos Namorados tendo como base alguns dos motivos visíveis na coleção permanente do Museu. 
 
Para mais tarde recordar este dia, os participantes serão desafiados a criar um Lenço dos Namorados à moda do museu — diferente, personalizado e bem especial, com recurso a diferentes materiais e técnicas. Como são os casos da cortiça, do aglomerado de cortiça e da colagem. 

O museu deixa o seu convite “esperamos por si”, de 3 a 28 de fevereiro, das 10h00 às 12h00 e das 14h30 às 16h30. A entrada tem o custo de 3 € e inclui a participação no oficina de expressão plástica.

PUB - Clique no anúncio para aceder ao Facebook da Fisiofeira

Para marcações prévias tem à disposição os seguintes contactos: 91 664 76 85, 22 744 74 68 ou geral@museudelamas.pt.
 
A sessão de fevereiro do programa “A minha família vai ao Museu! E a tua?!” que acontece no dia 16 de fevereiro é especialmente dedicada ao “Dia dos Afetos”. Os participantes serão desafiados a criar um Lenço dos Namorados ao jeito do museu.

    ☕️ Antes de ir embora:

Diário da Feira sempre presente em Argoncilhe, Arrifana, Caldas de São Jorge e Pigeiros, Canedo, Vale, Vila Maior, Escapães, Fiães,  Fornos, Lourosa, Lobão, Gião, Louredo, Guisande Milheirós de Poiares, Mozelos, Nogueira da Regedoura, Paços de Brandão, Rio Meão, Romariz, Sanguedo, Santa Maria da Feira, Travanca, Sanfins, Espargo, Santa Maria de Lamas, São João de Ver, São Miguel do Souto, Mosteirô, São Paio de Oleiros