Lourosa – Lamas: tensões e insultos relembram rivalidades do passado

Lourosa – Lamas: tensões e insultos relembram rivalidades do passado  

Golo do Lourosa aos 89′ incendiou os ânimos

▌Bancadas da Academia Forte Paixão foram palco de tensões ancestrais

Sábado à tarde, no campeonato de juvenis da 2.ª divisão distrital pode dizer-se sem excessos narrativos, que Lourosa e União de Lamas souberam reviver o passado — dentro do campo jogou-se com garra e rivalidade; nas bancadas as escaramuças entre adeptos resultaram em duas queixas na GNR. 
 
Já se advinhava um dérbi quente — frente a frente: Lusitânia de Lourosa e União de Lamas; 1.º e 2.º classificados, com um ponto a separar equipas. Convém ainda dizer que a vitória atirava o Lusitânia de Lourosa para o primeiro lugar, ao União de Lamas, os três pontos, confirmavam e reforçavam a liderança. Triunfou a equipa da casa, com um golo, ao minuto 89′, que foi o rastilho para a narrativa passadista que acompanhou os minutos finais do encontro. 
 
Do lado do Lusitânia de Lourosa, fonte próxima da direção explica que “as escaramuças começaram na bancada entre adeptos dos dois clubes e a GNR teve de intervir”; os ânimos estavam mais exaltados porque “o União de Lamas estava em 1.º lugar e não contava com esta derrota” — os jogadores do Lamas ao entrar no túnel “atiraram garrafas de água para a bancada, os adeptos do Lourosa reagiram e a GNR agarrou nos miúdos para dentro do túnel”. 
 
Ao Diário da Feira, fonte próxima do União de Lamas explica que até ao momento do golo assistia-se a um encontro bem disputado, com ambas as equipas a procurar a vitória, os ânimos exaltaram-se com o golo da equipa da casa — “o jogador do Lourosa veio ao banco (do União de Lamas) festejar de forma imprópria”, refere ao explicar que de imediato assistiu-se a “uma invasão de campo por parte de ambos os bancos”. O árbitro reagiu e chamou o jogador, mas para o União de Lamas a sanção da equipa de arbitragem face ao comportamento do atleta foi leviana — a partir daí, dentro de campo, viveram-se momentos de alguma tensão e rivalidade que contagiaram as bancadas. 

PUB

No final do jogo a GNR entendeu acompanhar os jogadores do União de Lamas ao balneário. No entanto, à entrada do túnel os “adeptos do Lusitânia de Lourosa cuspiram, insultaram e atiraram garrafas de água aos jogadores do Lamas”, diz a mesma fonte do União de Lamas ao explicar que a reação dos militares foi “empurrar os jogadores do Lamas” para dentro do túnel. Com as equipas nos balneários, o treinador de guarda-redes da formação lamacense, que assistiu ao jogo na bancada, dirigiu-se à GNR e pediu que fosse à bancada identificar um dos adeptos do Lusitânia de Lourosa por alegada agressão. 

A mesma fonte confirma que à queixa apresentada pelo jovem treinador de 35 anos, junta-se ainda uma queixa do União de Lamas contra a atuação dos militares da GNR 

O clube lamacense considera que os GNR presentes tiveram um comportamento pouco preventivo e de certa forma brusco para com os jogadores do União de Lamas. Segundo a mesma fonte, alguns jogadores também consideraram apresentar queixa porque a GNR “facilitou” — deveria ter subido à bancada para criar um perímetro de segurança mais eficaz para os jogadores.  
 
Um adepto do União de Lamas presente nas bancadas confirmou ao Diário da Feira, que, na bancada, os insultos entre adeptos surgiram com o golo do Lourosa; refuta a existência de agressões e fala em alguns momentos de tensão provocados por um adepto de mais idade, “com idade para ser avô que cuspiu num jogador do Lamas”, os adeptos do União de Lamas reagiram e chamaram à atenção; “a filha do senhor não gostou e reagiu” — refere a mesma fonte ao explicar que a situação culminou com alguns empurrões serenados com a chegada da GNR às bancadas. Atentos ao que se passava, os militares da GNR fizeram uma intervenção simples que impediu contornos mais graves.
 
Um encontro que reviveu a história entre dois clubes rivais — algumas vezes honram-se as memórias, outras vezes lamentam-se. Sábado lamentou-se porque os primeiros a infringir o fair-play foram os adeptos.  

CLIQUE NO SINO VERMELHO EM BAIXO DO LADO DIREITO

SUBSCREVA GRATUITAMENTE

DIGA SIM ÀS NOTIFICAÇÕES DO DIÁRIO DA FEIRA,

E RECEBA AS NOTÍCIAS DE SANTA MARIA DA FEIRA, NA HORA, EM QUALQUER LUGAR

Diário da Feira sempre presente em Argoncilhe, Arrifana, Caldas de São Jorge e Pigeiros, Canedo, Vale, Vila Maior, Escapães, Fiães,  Fornos, Lourosa, Lobão, Gião, Louredo, Guisande Milheirós de Poiares, Mozelos, Nogueira da Regedoura, Paços de Brandão, Rio Meão, Romariz, Sanguedo, Santa Maria da Feira, Travanca, Sanfins, Espargo, Santa Maria de Lamas, São João de Ver, São Miguel do Souto, Mosteirô, São Paio de Oleiros